terça-feira, 21 de novembro de 2017

Pronunciamento sobre as obras MAL feitas de recuperação da BR 251, de Montes Claros ao trevo de Grão Mogol, que não resistiu às primeiras chuvas e apresenta erosões e buracos

Pronunciamento sobre as obras mal feitas de recuperação da BR 251, de Montes Claros ao trevo de Grão Mogol, que não resistiu às primeiras chuvas e apresenta erosões e buracos, indignando e causando revolta nos motoristas que passam por ela e constatam o desperdício de recursos públicos.

O vereador Cláudio Prates chegou a dizer em recente reunião que “a BR pode ter vários pais, mas que a mãe desta grande obra é Raquel Muniz”.

A luta por melhorias na via é a principal bandeira da deputada federal Raquel Muniz (PSD-MG)




Piraporense que trazia ecstasy de Barcelona é presa na rodoviária de Florianópolis

Droga estava em uma embalagem dentro da bolsa da mulher - Foto: Polícia Civil / Divulgação


Uma jovem de 22 anos foi presa em flagrante na noite de domingo (19), no Terminal Rodoviária Rita Maria, em Florianópolis, com quase 3,2 quilos de ecstasy em pó. A droga foi trazida por ela de Barcelona, na Espanha

DC
Segundo o delegado Pedro Henrique Mendes, da Divisão Especializada de Combate ao Narcotráfico (Denarc) da Polícia Civil, a mulher ficou uma semana na Espanha e chegou ao Brasil em um voo que desceu e no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, por volta de 5h de domingo.
Do aeroporto, a jovem pegou um ônibus até Florianópolis, que seria o destino final da droga. Ela disse à polícia que receberia R$ 50 mil para transportar a droga de Barcelona.
Conforme Mendes, a mulher não tinha antecedentes criminais. Natural de Pirapora (MG), ela morava há alguns anos na Capital de Santa Catarina. Segundo a polícia, ela teve contato com o tráfico de drogas sintéticas após trabalhar em casas noturnas cujo comércio desse tipo de entorpecente seria de fácil acesso.
A mulher foi autuada por tráfico internacional de drogas. Até a manhã desta segunda-feira, ela ainda estava na carceragem do Denarc, mas deve ser encaminhada ao Presídio Feminino da Capital. O inquérito foi encaminhado à Justiça Federal. A operação da Polícia Civil foi realizada em conjunto com a Receita Federal e a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).
— Essas parecerias com outras instituições têm dado resultados expressivos na apreensão de drogas no Estado — destacou.
https://upira.com.br/novo/noticias/gerais/policial/piraporense-que-trazia-ecstasy-de-barcelona-e-presa-na-rodoviaria-de-florianopolis/

Acabou o samba e Dirceu está de volta para a cadeia



Lava Jato cumpre mandados na Bahia e três estados nesta terça


Polícia  Postado por Willyam Reis - 21/11 07:05h
Lava Jato cumpre mandados na Bahia e três estados nesta terça
Foto: Valter Campanato / Agência Brasil
Policiais federais estão nas ruas na manhã desta terça-feira (21) para cumprir 14 mandados judiciais da 47ª fase da Operação Lava Jato em cidades da Bahia, Sergipe, Santa Catarina e São Paulo. Até a última atualização da reportagem, uma pessoa tinha sido presa, mas o nome não foi divulgado. A atual fase foi batizada de Sothis e tem como principal alvo a investigação de empresas e sócios suspeitos de atuar em um esquema de repasses ilegais de uma empreiteira para um funcionário da Transpetro, que é uma subsidiária da Petrobras, em troca de contratos com a estatal. Do total de mandados, oito são de busca e apreensão, um é de prisão temporária, e cinco mandados são de condução coercitiva, que é quando a pessoa é levada para prestar depoimento. Os crimes investigados na operação são corrupção, lavagem de dinheiro, entre outros. O alvo de prisão temporária será levado para a Superintendência da PF, em Curitiba. O nome da operação, segundo a PF, é uma referência a uma das empresas investigadas, chamada Sirius. “A estrela Sirius era chamada pelos egípcios de Sothis”, explicou a corporação. (Bahia.Ba)

Cachoeira: Quadrilha trocam tiros com a Polícia e dois morrem durante confronto


21/11/2017 08:54 
Cachoeira: Quadrilha  trocam tiros com a Polícia e dois morrem durante confronto
Dez homens. Este é o número da Polícia Militar sobre uma ação que resultou em duas mortes na cidade de Cachoeira no Recôncavo Baiano na tarde desta segunda-feira (20). De acordo com a Delegacia local a PM informou que recebeu uma denúncia anônima onde no Bairro do Morumbi e na Rua do Meio, bandidos armados traficavam drogas. Equipes de policiais se deslocaram até o ponto referencial, constando a denúncia.
Intervenção Policial
Os acusados revidaram a ordem de prisão, atirando nas equipes de Polícia Militar. Dois foram alvejados e morrem no Hospital; Luciano Ramos de Barros Pereira e Gabriel Santana Monteiro - acusado de matar uma atendente no "Ponto de Luz " em São Felix, em 2015.
Apreensão:
Durante a ação os bandidos deixaram pra trás drogas como cocaína, maconha, crack, cadernetas de anotações do tráfico, embalagens e pinos plásticos para acondicionar drogas; além de duas armas. Todo material foi apresentado á Delegacia de Polícia Civil.
Foragidos:
Alguns nomes conhecidos do tráfico de Cachoeira estavam envolvidos na ação e segundo a PM durante o confronto possivelmente foram baleados, mas conseguiram fugir pela vegetação da localidade. Fruta, Batata, Som e Chuco estavam no bando que conseguiu escapar do cerco policial. Todos são integrantes da quadrilha do mais procurado traficante do Recôncavo Bruno Moreira- O Bruno Tilapia, que conta om oito mandatos de prisão preventiva expedida. Bruno é o líder o tráfico de drogas em Cachoeira com predominância em outras cidades como Muritiba.
Redação: Voz da Bahia

Nova fase da Lava Jato investiga corrupção na Transpetro; alvo é um ex-gerente


21/11/2017 08:41 
Nova fase da Lava Jato investiga corrupção na Transpetro; alvo é um ex-gerente
A Polícia Federal (PF) cumpre hoje (21) oito mandados de busca e apreensão, cinco de condução coercitiva e um de prisão temporária na 47ª fase da Lava Jato, chamada de Operação Sothis. Um dos alvos da ação é um ex-gerente da Transpetro, subsidiária da Petrobras, seus parentes e intermediários. De acordo com o Ministério Publico Federal (MPF) no Paraná, eles são suspeitos de operacionalizar o recebimento de R$ 7 milhões de propinas pagas por empresa de engenharia, entre setembro de 2009 e março de 2014. As ações ocorrem em vários estados. Segundo as investigações, o ex-gerente teria pedido, inicialmente, o pagamento de 1% do valor dos contratos da empresa com a Transpetro como propina, entretanto o acerto final ficou em 0,5%. “Esse valor foi pago mensalmente em benefício do Partido dos Trabalhadores (PT), de modo independente dos pagamentos feitos pela mesma empresa a pedido da presidência da Transpetro, e que eram redirecionados ao PMDB. O ex-gerente se desligou da subsidiária da Petrobras recentemente”, diz a nota divulgada pelo MPF.
A procuradora da República Jerusa Burmann Viecili disse que “nesse caso houve um dos esquemas mais rudimentares de lavagem de dinheiro da Lava Jato. A propina saía da conta bancária da empresa de engenharia para a conta bancária de empresa do filho, sem qualquer contrato ou justificativa para o repasse do dinheiro”. Segundo a procuradora, além disso, estão sendo investigados contratos entre a empresa do filho, controlada de fato pelo ex-gerente, e a Transpetro, “o que pode indicar a inexistência ou falha grave de mecanismos de compliance”. De acordo com a PF, o nome da operação é uma referência a uma das empresas investigadas, a Sirius. A estrela Sirius era chamada pelos egípcios de Sothis. (AgenciaBrasil)

Lavrador cai de micro-ônibus na BR-030 e morre atropelado pelo próprio veículo em Iuiu


Polícia  Postado por Willyam Reis - 21/11 07:33h
Lavrador cai de micro-ônibus na BR-030 e morre atropelado pelo próprio veículo em Iuiu
Foto: Lay Amorim/Achei Sudoeste
Na última sexta-feira (17), o lavrador Horácio Ribeiro de Queiroz, 41 anos, caiu de um micro-ônibus nas proximidades do entroncamento de Iuiu, na BR-030, e morreu na hora. O lavrador viajava como passageiro quando outro veículo que seguia na rodovia passou por cima de uma pedra e acabou arremessando-a contra o pára-brisa do micro-ônibus. Segundo informações obtidas pelo Achei Sudoeste, a vítima se aproximou do painel do veículo a fim de retirar os estilhaços de vidro e caiu no asfalto pela frente do micro-ônibus, que estava em movimento. Ele acabou sendo atropelado pelo próprio veículo e morreu na hora. Horácio residia na Fazenda Capoeira Queimada, zona rural de Guanambi. (AcheiSudoeste)